A crise financeira vivida pelos municípios mineiros, que se agravou com o confisco de recursos, principalmente do ICMS e do Fundeb, pelo governo estadual levou a diretoria da Associação Mineira de Municípios (AMM) a procurar respaldo do Judiciário nesta reta final do governo Fernando Pimentel (PT), que não se manifesta em relação à questão. Além do TJMG, os gestores municipais também buscam ajuda junto ao Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG) e ao Ministério Público.

A AMM se reuniu com o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG), Nelson Missias de Morais, para pedir mais um socorro. O encontro aconteceu na terça-feira, no TJMG, em Belo Horizonte.