A Cemig está realizando novos mutirões de cortes por inadimplência em diversas regiões mineiras, com o intuito de coibir os atrasos no pagamento das faturas de energia e recuperar R$ 400 milhões em receita. Além disso, a empresa também está atuando contra os consumidores que insistem em praticar furto de energia – popularmente conhecido como “gato”. No extremo Norte do Estado, as cidades de Montes Claros e Unaí já estão recebendo mutirões desde segunda-feira (5/11). As ações vão se concentrar ainda em Januária, Curvelo, Bocaiúva e Janaúba.

O corte por inadimplência é feito quando o cliente possui débitos com a companhia. Após 15 dias de atraso no pagamento da fatura, a ordem de corte do fornecimento já é emitida. A Cemig realiza aviso prévio ao corte, que geralmente chega na própria fatura de energia. No caso das irregularidades, os equipamentos suspeitos são retirados e levados para perícia no laboratório da companhia. A Cemig já recuperou cerca de R$ 48 milhões em receita operacional desde o início desse trabalho de mutirões, em 2017.