Com situação financeira que piora a cada dia com a retenção de recursos constitucionais pelo Estado, prefeitos de Minas se desesperam, em função da falta de recursos para honrar compromissos financeiros neste final de mandato e pressionam o governador Fernando Pimentel, do PT, de todas as formas. Agora mesmo, cerca de 40 prefeitos do Vale do Jequitinhonha e do Mucuri prometem acampar em frente ao Palácio da Liberdade, local de trabalho oficial do petista, para garantirem uma resposta em relação ao repasse de verbas como o ICMS e os fundos de educação e da saúde que não estão sendo feitos. A manifestação está prevista para o dia 19 deste mês.

De acordo com o prefeito de Ponto dos Volantes, no Vale do Jequitinhonha, Leandro Ramos Santana, do PSDB, a esperança é sair da manifestação com os recursos garantidos. "A gente já não tem mais condições de manter os serviços básicos do município. Nós vamos ficar até ter um posicionamento oficial seja do governador ou da Justiça", disse o chefe do Executivo, que preside a União dos Municípios do Vale do Jequitinho-nha (Umvale).