O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em parceria com a Sudene, capacitou prefeitos da Área Mineira da Sudene para cumprirem a agenda com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, definidos em 2010, que fixa 17 normas a serem implantadas. A coordenadora da Unidade de Desenvolvimento Humano no Brasil, Samantha Dotto e Cristiano Prado, oficial Cluster de Pessoas e Prosperidade, ministraram o curso na Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams), quando mostraram como os prefeitos podem fortalecer os seus projetos, ampliando as parcerias com o envolvimento da sociedade civil.

Cristiano Prado salientou que o PNUD ajudou a implantar projeto no Piauí, com bons resultados, pois a sociedade civil organizada, através das ONGs, esteve ativa nesse processo. Propôs que a Área Mineira da Sudene busque esse caminho, envolvendo as entidades e clubes de serviços. Mostrou aos prefeitos os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e lembrou que essa agenda internacional foi assinada pelo Brasil, onde a ONU apenas dá apoio e ajuda no que for requisitado. Lembrou que a Comissão Nacional brasileira conta com a participação imprescindível dos municípios.