A Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais (SES-MG) e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (Cosems) reforçaram, na segunda-feira (13), a necessidade de os municípios do Norte de Minas intensificarem as ações de controle do Aedes aegypti, com o objetivo de evitar o agravamento da transmissão de dengue, febre chikungunya e zika vírus. O assunto foi um dos temas das reuniões da Comissão Intergestora Regional (CIR) e da Comissão Intergestora da Região Ampliada de Saúde (CIRA) realizadas no plenário da Câmara Municipal de Montes Claros.

Ao apresentar a situação epidemiológica do Norte de Minas em relação às doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, a coordenadora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica, Ambiental e de Saúde do Trabalhador da Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros (SRS), Agna Soares da Silva Menezes, ressaltou a necessidade dos municípios reforçarem o trabalho dos agentes comunitários de endemias.